O Labirinto do Fauno (2006)

Acho que não tenho palavras para definir o que é “O Labirinto do Fauno”, acho que fantástico, incrível seriam adjetivos que ainda sim, não caberiam a esse filme. Talvez, inesquecível seja a palavra certa. Há mais de dois anos, eu havia conferido o filme, na época achei bonito e bem feito, mas essa semana eu resolvi ver mais uma vez o filme, e foi impressionante, foi como se tivesse vendo pela primeira vez e me surpreendendo com a história, me surpreendendo com o mundo que o filme apresenta.

O Labirinto do Fauno conta a história de Ofélia, uma garota que se muda com a mãe grávida para uma espécie de quartel-general de seu padrasto, um capitão do exército espanhol. Com a Guerra Civil já encerrada, o capitão caça os últimos rebeldes pela região, enquanto sonha com o nascimento de seu filho. Enquanto isso, Ofélia descobre um labirinto perto do local que o leva a um fauno, criatura mitológica meio homem, meio bode. O ser revela a Ofélia que ela é, na verdade, a princesa de um reino subterrâneo e, para retornar ao seu palácio, precisa completar três provas.

É, impressionante o universo fantasioso que Del Toro realizou, faz nos lembrar que na crueldade desse mundo, por mais infiéis que somos, ainda precisamos acreditar numa certa magia, ou então em uma fé. O filme tem um roteiro maravilhoso, com poucas falhas (ou nenhuma..), temos saudosas atuações, uma bela fotografia, uma direção impecável, maquiagem e trilha sonora idem.

Agora, é impossível não comentar das atuações. Ivana Baquero, conseguiu fazer de uma adolescente triste e até chata, em uma pequena heroína, na qual você chora e se alegra, e ainda torce para que a mocinha tenha um belo final, o que está sendo difícil ter nos filmes ultimamente. Maribel Verdú, é a atriz que interpreta a Mercedes, esse também é um papel distinto, talvez o que mais se aproxima da realidade de seu público, e se torna a mais humana da história. Agora, Sergi López, conseguiu o que raros atores conseguem, faz você sentir raiva do personagem, um ódio terrível, um desejo de ver o personagem morrer, pela tamanha crueldade, e como já citei, o ator conseguiu trazer uma veracidade incrível para o papel. “O Labirinto do Fauno”, é um filme que merece ser visto várias vezes, e mais do que um filme, ele pode sim, ser considerado uma obra-prima do cinema.

O longa que tem a birlhante direção do diretor mexicano Guillermo Del Toro, que também assina o roteiro. Enfim, se você ainda não conferiu o filme, assista o mais rápido possível !

Nota : 10

Por: Alan Raspante – Home Vintage

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: